Páscoa

Fizemos uma pequena pausa, para estar em família e visitarmos aquelas que são parte das nossas raízes, no norte de Portugal – Trás-os-Montes.

Por entre paisagens de tirar o fôlego, muita serenidade e felicidade, deixamo-nos levar por um poema de Miguel Torga, também ele Transmontano, alusivo à época Pascal.

Um dia de poemas na lembrança
(Também meus)
Que o passado inspirou.
A natureza inteira a florir
No mais prosaico verso.
Foguetes e folares,
Sinos a repicar,10697174_10152888736200838_5979171192579520364_o
E a carícia lasciva e paternal
Do sol progenitor
Da primavera.
Ah, quem pudera
Ser de novo
Um dos felizes
Desta aleluia!
Sentir no corpo a ressurreição.
O coração,
Milagre do milagre da energia,
A irradiar saúde e alegria
Em cada pulsação.

Miguel Torga
em Diário XVI, “Páscoa”

Para partilharShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page
Publicado em Activ@Mente, Destaques, Efemérides e Festividades

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*